terça-feira, 20 de abril de 2010

VOLUNTÁRIOS DA PAZ PMRN - 1997


EM 1997, PELA PRIMEIRA VEZ NA HISTÓRIA DA GLORIOSA E AMADA POLÍCIA MILITAR, CRIADA A 4 DE NOVEMBRO DE 1836, EMPRESTA SEUS OFICIAIS PARA AS FORÇAS D PAZ DA ONU, O MAJOR SEVERINO GOMES REIS NETO E OS TENENTES FRANCISCO CANINDE DE ARAÚJO SILVA, ALARICO JOSÉ PESSOA DE AZEVEDO E REINALDO FERREIRA DANTAS foram escolhidos pelo comandante da PMRN, Coronel PM LUIZ FRANKLIN GADELHA FILHO (08/08/1997 – 31/12/1998), PARA INTEGRAREM AS FORÇAS DE PAZ QUE ANU MANTÉM EM MOÇAMBIQUE, PAÍS QUE MERGULÇHOU NUMA SANGRENTA GUERRA CIVIL, DESDE QUE SE TORNOU INDEPENDENTE DE PORTUGAL, EM 1975, OS QUAIS VIAJARAM NO DIA 15 DE DEZEMBRO DE 1997. PARA CONSEGUIR AS VAGAS, OS QUATRO OFICIAIS, TIVERAM QUE PASSAR PRIMEIRO POR UMA PRÉ-SELEÇÃO, JUNTO COM OUTROS 40 CANDIDATOS. ALGUNS DOS REQUISITOS EXIGIDOS PELA ONU: FALAR INGLÊS FLUENTEMENTE (O IDIOMA OFICIAL DAS NAÇÕES UNIDAS) E ESTAR EM PERFEITA CONDIÇÕES FÍSICAS E PSICOLÓGICAS.

TENENTE REINALDO FERREIRA DANTAS

Como os seus colegas, durante um ano, o primeiro tenente PM REINALDO FERREIRA DANTAS, nascido em 1967, começou sua carreira policial militar em 1986, na condição de sargento, com o número 86,107 e 12 de fevereiro de 1987 foi aprovado no exame vestibular do Curso de Formação de oficiais da PMRN, realizada na Academia de Paudalho-PE. Em 1997 trocou o seu uniforme cinzento de oficial da Polícia Militar, pela cobiça farda dos boinas-azuis. Foi para Moçambique levando saudades de sua esposa e dois filhos, adiando planos pessoais; No ano seguinte, em 1998, estaria recebendo o diploma de licenciatura em Letras pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Porém, foi uma chance única em sua vida. Oficial aplicado, assim que soube que tinha sido um dos escolhidos, o Tenente Reinaldo tratou logo de ficar por dentro de tudo sobre Moçambique, país que até então, era panas uma vaga lembrança das aulas de Geografia. Depois de consultar um almanaque, ele ficou sabendo que Moçambique, pais que fica na costa oriental da África, foi descoberto pelos portugueses em 1490. O principal grupo de guerrilheiro é a RENAMOS-Resistência Nacional Moçambicana e o dia da Independência, é 5 de julho de 1985.
Sobre sua primeira missão internacional, o tenente Reinaldo disse ter pura vaidade militar. “Foi um privilégio para ele e segundo ele, fez de tudo para fazer tudo a contento com intuito de somente enaltecer o BRASILL E A GLORIOSA E AMADA Polícia Militar do Estado do Rio Grande do Norte

quinta-feira, 15 de abril de 2010

SE O SENHOR NÃO GUARDAR A CIDADE. EM VÃO VIGIA A SENTINELA

ESSA FRASE ENCONTRA-SE ESCRITA NA GUARDA DO QUARTEL DO COMANDOGERAL, NA RUA RODRIGUES ALVES, TIROL, NATAL-RN.

MAIS

CAPITÃO FRANCISCO CANINDÉ DA PM RN FOI O ÚNICO BRASILEIRO A PARTICIPAR DE CURSO CHILENO

Pela primeira vez em  160 (1836 – 1997) anos de existência da gloriosa PM RN, mas precisamente no dia 8 de fevereiro de 1997, a PM liberou um dos seus oficiais para participar de um curso na polícia do Chile, considerada como a melhor e mais bem apartelhada polícia das Américas, a Carabineiros do Chile. O Capitão PM Francisco Canindé de Araújo Francisco Canindé de Araújo Silva, natural de São Bento-RN, nascido a 7 de fevereiro de 1946, filho de José Raimundo da Silva e Maria José de Araújo, foi o único oficial policial militar aprovado numa seleção que aconteceu entre 27 oficiais das policiais militares do País. O Capitão Canindé viajou para o Chile às 8 horas e 45 minutos, do dia 8 de fevereiro de 1997, onde participou

PELA PRIMEIRA VEZ NA SUA HISTÓRIA, A PM POTIGUAR EMPRESTA SEUS OFICIAIS PARA AS FORÇAS DA PAZ

No dia 15 de dezembro de 1993, o Major PM SEVERINO GOMESDOS REIS NETO (ex-comandante da PM - 10/08/2001 – 03/01/2003) e os tenentes Reinaldo Ferreira Dantas, Alarico e Francisco Canindé de Araújo Silva, atual comandante geral da PMRN (06/04/2010), eles desembarcaram no cenário das guerras civis mais longas do continente africano. O Major Severino Reis e os tenentes Reinaldo Ferreira Dantas, Alarico José Pessoa de Azevedo e Francisco Canindé de Araújo Silva (07/02/1946), foram escolhidos pelo Comando da Polícia Militar, Coronel Luís Pereira (20/03/1991 – 03/03/1994), para integrarem as Forças de Paz que a ONU mantém em Moçambique, país que mergulhou numa sangrenta guerra civil, desde que se tornou independente de Portugal, em 1975. Para conseguir as vagas, os quatro oficiais, tiveram que passar primeiro por uma pré-seleção, junto com outros 40 candidatos. Alguns dos requisitos exigidos pela ONU: falar inglês fluentemente (o idioma oficial das Nações Unidas) e estar em perfeitas condições físicas e psicológicas. O checp-up exigido pela ONU inclui 11 exames diferentes, onde são examinados desde o ritmo das batidas do coração, até possíveis crises familiares. Mais seis tipos de vacinas contra as epidemias que assolam o país. “O ofício do Comando de Operações terrestres do Ministério do Exército, chegou ao final de novembro. Tivemos de correr muito para selecionar nossos oficiais”, lembra o coronel Luís Pereira, comandante Geral da PMRN. E não esconde o seu orgulho: “a Polícia Militar do Rio Grande do Norte, foi uma das três corporações do país, a enviarem oficiais para as missões das forças de paz da ONU”. Para a missão em Moçambique foram solicitados dez oficiais brasileiros. “E uma grande honra”. Resume satisfeito.
“O mais velho dos quatro oficiais selecionados, foi o major Reis, 40 anos, que ocupava o cargo de diretor da Penitenciária ‘João Chaves”. HÁ APENAS UM MÊS. Casado, pai de 3 filhos, havia ingressado na PM em 1971, disse que sentiu saudade da família mas o sentido do dever falou mais alto. Ele disse que sou um soldado e soldados devem estar prontos para qualquer missão. Aqui “no Rio Grande do Norte, em Moçambique ou em qualquer outro lugar”.

ALTERAÇÕES DE OFICIAL – EM MISSÃO DE PAZ DA ONU


O Tenente Coronel  PM Comandante do Contingente Policial Brasileiro na Missão de Paz da ONU em Angola, encaminhou  a  este  comando  as alteração do Capitão PM João Batista do Nascimento, durante o ano de 1998:
 27 MAIO DE 1998 : Foi transferido do Team Site na cidade de Quibala, Província do Kwanza Sul, região leste do país para o Quartel Regional, na cidade de Saurimo, Província da Lunda Sul, região nordeste do país.
15 JUNHO 1998: Nessa regional assumiu a função de Oficial de Pessoal dos observadores policiais, sendo depois indicado pelo Comandante Regional para ser Oficial de Ligação junto à Polícia Nacional de Angola naquela Província.
24 JULHO 1998: Designado Warden Zone (Supervisor de Segurança de Área)  de um dos complexos onde moravam observadores e staff das Nações Unidas na cidade de Saurimo. 05 nov 98: Foi agraciado com a Medalha In Service of Peace – Pelo Serviço da Paz – com passador e diploma das Nações Unidas, por ter atingindo os requisitos para sua concessão.
 14 DEZEMBRO 1998: Transferido para Luanda (capital do país) para assumir a função de PTO (Police Travel Officer – Seção de Passaportes) em substituição temporária ao seu titular. Luanda/Angola, 30 de janeiro de 1999. Newton Robson Maia – Tenente Coronel  PMES – Senior do Contingente Policial Brasileiro.
   (Encaminhado através do Ofício nº 010/99 – SEM, datado de 30 janeiro de  1999)
Despacho: Em 05.02.99. 1. Publique-se e registre-se nos assentamentos do referido Oficial. 2. Arquive-se na DP.